terça-feira, 21 de julho de 2009

something like that


Eu podia fingir que não faz sentido... Podia enterrar lembranças.
E pudera eu ser um mendigo... Sussurrar pedidos, recusar orgulho, venerar crianças.
E ver passar cachorros sujos, e dar meu carinho, com toda minha tolerância.
Seria sujo, faminto e mal vestido, mas seria nu de tanta ganância.
Mas não sou... E vejo passar por meus olhos o luxo de ser quem sou, e ser o que sou.
Pois se ser humano é ser como eu... Ser humano é ser um grande quadro negro.
Uma lista cheia de desejos, um apagador pra apagar os desejos que não queremos deixar a mostra... E sempre tem alguém na frente... Alguém que escreve tudo em você, alguém que comanda.
Mas ser quem eu sou tem um brilho, tem um medo, tem um carinho, tem um amor.



♥ algo como isso

Um comentário:

  1. Amiga as vezes ´pensamos em ser o que não somos, pelo unico motivo"?" querer mudar de vida! isso não é dificil amiga, pois todos os dias podemos mudar de vida, eu acredito que o sol nasce diferente pra todos seja rico ou pobre.
    Belo texto viu

    bjuz e não some não!!!

    ResponderExcluir