domingo, 18 de outubro de 2009

Quando o amor muda...

Fingir saber sem querer.
Pensar em ter e ceder
Amar por tudo e viver
Amar demais e morrer.

Viver por ti já não dá
Sorrir pra mim sem gostar.
Pensar que sim mas negar.
Sofrer no fim sem amar.

Sentir seu cheiro e querer vomitar.
Beijar tua boca e querer parar
Abraçar no escuro e temer
O pior homem do mundo pra mim é você.

Queria por um momento amar.
Amar de verdade sem desacreditar
Passar os dias sem lamentar
em cantos vazios ao luar.

Ouvir e te entender
Chorar sem sofrer
Por amor não mais morrer
Porque quando se morre é porque não houve querer.

Quero te amar sem me preocupar
Quero um dia poder te esquecer
Quero viver sem lastimar
Quero pra mim algo que não posso ter.

5 comentários:

  1. quando o amor muda..
    não tem jeito, temos de achar alguma forma de mudar junto com ele.
    não adianta, nós somos submissos ao amor e se não jogarmos o jogo que ele nos faz jogar nós caímos em um abismo chamado "sofrimento".
    fikdik :*

    ResponderExcluir
  2. Oie amiga!!!
    Tudo bom sim!

    O amor se constroi pois cada dia q passa parece que o amor de mtos se esfria...
    Otima semana pra ti miga
    bjz

    ResponderExcluir
  3. eu ainda tenho o Rascunhos!!!!
    continua visitando lah *-* rsss!

    Lindo poema

    ResponderExcluir
  4. Como todos ja disseram tudo, vou dizer o básico: O amor é uma merda!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. q fofo seu blog.
    o amor te traz lindas inpirações em.
    parabens
    espero vir mais vezes por aqui..
    *-*
    sempre bom passar aqui .
    abraços
    ótim quinta
    e feliz dia do MP-24 vem com TV.
    radio am [exclusivo] e fm e ainda gravador de blue ray.
    ¬¬
    abraços de novoooo
    fui.
    FDs a vistaaaaaaa...mas bm q poderia ser a prazo...passaria mais devagar!

    ResponderExcluir