terça-feira, 29 de junho de 2010

Camas, belos lençóis.

"Guardei sem ter porque, nem por razão ou coisa outra qualquer. Além de não saber como fazer pra ter um jeito meu de me mostrar. Achei vendo em você, explicação nenhuma isso requer. Se o coração bater forte e arder, no fogo o gelo vai queimar. "  Nando Reis.



Lembrou-se da vida antes de conhecer seu amor.
Lembrou-se do Sol de todas as manhãs e do cheiro da chuva.
Lembrou-se de como costumava notar detalhes e gostava de observar o céu.
Lembrou-se das coisas bobas que lhe pareciam tão lindas e exuberantes.

Do amor pra cá, as coisas perderam a graça.

Toda beleza do mundo se perdia quando os olhos dela pousavam sobre os olhos dele.
Todos os detalhes eram dele e todos os cheiros a ele pertenciam.
Nada mais tinha sentido se seu amor não estivesse ali.
E nenhum rapaz seria mais importante, nenhuma música mais tocante que sua voz, nenhum sorriso verdadeiro se ele não fosse o motivo, e tudo era nada, se tudo não fosse ele.
A garota lembrou-se de como eram seus amigos, seus fins de semana, e como divertir-se era tão fácil.
Lembrou-se da solidão e de como era acordar sozinha.

E então, tratou de esquecer.


Texto escrito no dia 26/02/10 

Nenhum comentário:

Postar um comentário