segunda-feira, 19 de julho de 2010

Às 20h da noite.

Hoje pensei em você.

Eu estava sentada num ônibus quase vazio, o motorista deixou tocando uma música clássica muito calma e sonolenta. Encostei minha cabeça no vidro da janela, fiquei observando a praia passar lentamente enquanto o ônibus andava devagar, esperando o semáforo mais a frente ficar verde, pra então acelerar.
Aquela parte da praia em especial me lembra muito você. Até o gosto de sal que a areia da praia tem, me lembra você, mesmo sem provar quando passo, consigo sentir na ponta de minha língua, gostoso como sempre, o gosto da praia e do mar nos seus dias mais quentes.

Quente.

Foi o que senti, quando vi a praia e lembrei de você. Nem foi tão quente, pra ser sincera, e não for ardente nem picante. Foi uma sensação morna.
Como quando acordamos de manhã, enrolados em nossos cobertores quentes, num dia frio. Aquela sensação boa de não querer sair de lá por nada. Aquele conforto, sensação de lar, de paz.
Também, um certo carinho.

Foi morno.

Essa sensação morna me tomou por inteira enquanto pensava em ti, e aos poucos foi esquentando cada vez mais, até que me entristeceu.

Me deixa triste, e não sei por quê.
Pois não sei mais nada.
Nem se quero, se sinto falta, ou se preciso de você.

Só sei que hoje pensei em você.
Fazia tempo que já não pensava.

19 comentários:

  1. muitooooooooooo lindo ameiiiiiiiiiiiiis2

    ResponderExcluir
  2. É isso.
    De um morno se torna quente, e mais quente, até arder em chamas dentro da gente e machucar.
    Por mais que esqueçamos e tudo fique frio, quando voltar a ficar quente, vai ser quente demais para que aguentemos.

    ResponderExcluir
  3. Lindoo *.* Isso foi com muito sentimento :'$

    ResponderExcluir
  4. Olá moça, obrigada pela visitinha. Bom, é ótimo lembrar das pessoas assim. Principalmente daquelas que fizeram realmente a diferença.
    Muito bom o texto. :)
    Beijos
    Mandy

    ResponderExcluir
  5. Você consegue se expressar mais do que eu. E quando eu vejo pessoas assim, penso bem se eu mereço relamente os cem seguidores que tenho.
    É, você mereçe mais.

    ResponderExcluir
  6. Oi! :]
    haha, adorei o comentário lá no Jessicando, passe lá quando quiser! ;)
    Muito lindo o texto! Muito sincero, íntegro. Gostei muito! :]
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Raissa!
    Te encontrei no blog do Hamilton, então, resolvi fazer uma visitinha.
    Quem bom que cheguei aqui. De repente, recordei bons momentos.

    Parabéns pelo texto.

    Bjo grande e abraço na alma.

    ResponderExcluir
  8. Adorei o blog ' Já segui.
    Segue o meu tambem www.hyagofantinel.blogspot.com

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Oi Rhaissa! Muito prazer. Obrigada pela visita e apareça sempre que quiser.
    Adorei seus textos. Fui no outro blog e gostei mto tb. Parabéns. Vc escreve mto bem.
    Eu fui no centro durante 2 meses. Agora vou dar um tempo e vou 1 vez por mês. É que sou muito curiosa e sinto vontade de entender mais sobre a coisa sabe?
    Vc lê alguma coisa do assunto?
    Conta aí!!
    Beijos, Camila.

    ResponderExcluir
  10. Olá, vim lhe retribuir as visitas.
    Gostei de seu grafar, deixa o sentimento claro.
    E a veracidade mostra a dúvida que sempre persiste em querer ficar.

    Mas logo o dia fica claro, e de tais pensamentos apenas teremos lembranças...

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Rhaissa,

    Esses são os melhores pensamentos, sabia? Principalmente quando vivemos tudo naquele instante.

    Lindo texto, menina linda.


    Beijo imenso.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pelo comentário, haha!
    Ah, e a última foto foi muito espontânea, nós nem sabíamos que essa foto existia! Ficou linda mesmo, né?
    Beeijo!

    Ah, nao sei se era pra responder nesse blog ou no outro, então comentei no que tinha postagem mais recente. Acertei? haha!

    ResponderExcluir
  13. gosto de gente sincera.

    E gostei do seu layout

    ResponderExcluir
  14. às vezes eu penso nas situações 'mornas'.

    ResponderExcluir