domingo, 4 de julho de 2010

Já passou, não volta mais.

Resolvi escrever para você,
Não que você mereça ou que você vá ler.
Resolvi porque gosto de expressar o que penso,
Principalmente quando se trata de ti.

Não vou fazer rimas, nem desejo ler comentários seus.
Não espero agradar, nem você, nem ninguém.
Só preciso escrever isso pra ti.
Tenho te chamado todos esses dias, te esperado, e olhado por todos os cantos pra ver onde você está.
Tenho realmente acreditado que você vai chegar.

Você quer apresentações? Então vamos lá.
Aquele, ali um pouco longe aparentando perto demais, é meu passado.
Eu não posso afasta-lo mais que isso sozinha, um dia você provavelmente vai estar lá.
Antes eu não entendia, agora entendo.
Uma hora eu vou estar lá, no seu passado.

Já te dei meu endereço, meus horários, meus compromissos e até minha permissão.
Você tem minha chave, meu telefone, meus contatos...
Está tudo ai, em algum lugar do porta-trecos de seu carro novo.
Você deve saber disso mas talvez tenha esquecido, de tão bêbado...

Eu cansei de chamar por você, esperar por você e pensar em você.
Mas chamarei novamente, caso você não tenha ouvido.

Estou aqui agora. Agora.

Não queira que eu te apresente pra alguém, não queira estar lá.

2 comentários:

  1. Muitas vezes esperamos uma pessoa, eperamos... esparamos... E nada!
    É... O amor é assim.

    ResponderExcluir
  2. que poema lindo .
    esperar por alguém é muito dificil, pois começamos a viver a vida esperando por outra pessoa :/
    Beijo :*

    ResponderExcluir