terça-feira, 14 de setembro de 2010

Samantha estava ali.

- Sorria, amor. - Disse encarando a câmera em suas mãos. Quando o flash foi disparado, Renato buscou nos olhos de Samantha uma prova de amor, um brilho nos olhos que fosse, qualquer coisa que mostrasse aquele sentimento. Samantha, que sorriu pra foto, apenas sorriu.

Me pergunto, onde está o amor então?
Está nos olhos dela, ou no sorriso que ela força pra agrada-lo?
O que mais Renato quer ver além do que esta bem a sua frente?

Samantha estava ali, o dia estava frio, o vento era forte, as ruas estavam desertas e SAMANTHA ESTAVA ALI.
Samantha sorria, sentia cólica menstrual, dores fortes de cabeça, estava cansada, tinha mil pensamentos flutuando em sua mente, e mesmo assim... Samantha sorria.
O que Renato esperava? Flores e caixas de bombom?
Samantha que dedicava todo seu tempo livre, e até um pouco do seu tempo com compromissos para Renato, atendia todas as ligações do namorado e retribuía elas.
O que Renato esperava de um olhar? Depois de tantos beijos, depois de vários abraços, pra que Renato procurava brilho nos olhos dela?

Renato ingrato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário