segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Deixa ser, como será.

A primavera não consegue se aproximar de ti. O inverno tem fugido da sua janela. O vento não bate. As flores não caem. O sol vai te esquentar até você entender e aceitar que ele estará ali por muito mais tempo do que você imagina. A coca-cola gelada não vai satisfazer tua sede. O sorvete congelado vai derreter antes de chegar nos teus lábios. Até que você perceba, até que você entenda. E que dê valor pra vida.
E eu sei que você não quer mais; E eu sei que você cansou. Do nada tudo muda, as pessoas mudam e até você mesma, veja só: não é mais a mesma. Essa raiva dentro de você, jogue fora. Esse sentimento embrulhado no estômago, vomite-o! Enfia o dedo na garganta e força. Hora ou outra tudo muda mais uma vez. Dê tempo ao tempo. Deixa o Sol ferver, esquentar e secar tudo e todos. Depois deixa a chuva leve cair. Depois deixe o frio te incomodar. E então deixe as flores caírem. Deixa tudo fluir.
Existem sim coisas que duram pra sempre, até você morrer. Mas enquanto você não encontra o seu pra sempre, viva o seu agora. Deixa pra lá.

"Deixa ser, como será."

Nenhum comentário:

Postar um comentário