domingo, 13 de fevereiro de 2011

Prazer, amor, dor. O ciclo.


Decidi ser alguém que fica; Alguém que cumpre; Alguém que insiste; Alguém que persiste; Decidi ser alguém para com quem meu amor possa contar. Decidi ser uma luz quando anoitecer; Ser um cobertor quando esfriar; Ser uma canção quando silenciar; Ser um palpite quando a mente esvaziar; Ser um sonho quando o pesadelo chegar; Ser aquilo que o meu amor precisar. Decidi ficar. Decidi estar e fazer. Decidi cumprir. Acima de tudo, decidi ser de alguém, e não apenas ter alguém. Decidi que não basta ter sem me entregar. Decidi que preciso cuidar, e entender, e aceitar, quando preciso. Decidi que posso ser o ciclo. Posso ser o todo. Posso ser seu tudo. Então decidi ser pra ti; e ser o que for.

Nenhum comentário:

Postar um comentário