quinta-feira, 2 de junho de 2011

Dromedário, Onça, Zebra, Macaco, Leão. - A observação.


 Observo e sou observada a todo instante. Mas as vezes, diante de algumas situações, sinto que sou a única capaz de observar de verdade. Olho nos olhos, leio o que a boca não quer botar pra fora, dentro. Dentro onde tudo esta intacto e, ao mesmo tempo, mexido. Leio sem falar uma palavra e faço minhas anotações mentais. Observo o mundo e as pessoas e me dou conta de que somos todos tão egoístas, nada que fazemos é pensando no outro, de fato.
Só não magoamos quem nós sabemos que nossa consciência vai pesar, em compensação, há vários por aí se magoando com atitudes que nem imaginamos que magoam. Foda-se isso tudo. Minhas observações só servem pra me acuar e me entristecer. Entristeço vendo o quão malvados somos.
Eu estava nessa roda, eu era o leão. Estava nessa roda, deitado, ronronando, observando e bebendo uma pinga qualquer. Haviam mais quatro de outros eu's. Caçando, bebendo, ronronando e farejando o jantar. Eu respirava fundo, observava todos, e descobria que alguém ali, seria o próximo.



OBS: O problema de quando bebo é que invés de ir pra outro mundo qualquer, fico com os pés ainda mais no chão, as vezes com tanta força que chego ao inferno.

Um comentário: