sábado, 15 de outubro de 2011

Isso não é normal.





"Porque toda vez que você sai, parte de mim também se vai, isso não é normal. Saiba que um dia sem você é uma eternidade para mim." 

Eu amo o jeito que você ri, sorri, e até quando o estresse te domina. Eu amo você mesmo quando bravinha, irritadinha, chatinha. Eu amo você vestida de preto, branco, cinza, marrom, laranja, estampas e qualquer outra coisa. Amo você de cabelo curto, cabelo longo, cabelo pintado, cabelo raspado, qualquer cabelo. Amo você deitada, em pé, sentada, dando ordens, obedecendo, tomando bronca, dando bronca, duvidando e afirmando. Amo você quando você diz meu nome, quando você não diz, quando você me esquece, quando você me engana, quando você me dribla, quando você me surpreende e até quando você me chateia. Amo você quando te odeio. Amo você quando você me deixa morrendo de saudades e amo mais quando você mata toda a saudade que eu guardei. Amo quando você faz essas coisinhas, tão lindas, que só você sabe fazer. Amo você. De qualquer jeito. A qualquer hora. Em qualquer lugar.

Um comentário: