terça-feira, 1 de novembro de 2011

A tragédia de si

Tudo acontece quando você de repente se parte em pedaços. E com seus olhos caídos no chão, um em cada canto do quarto, você vê seu corpo despedaçado. Seu coração, logo ali no meio de partes de seus dedos e braços, ainda bate. O sangue tá em toda parte e o cérebro, amigo, o cérebro desapareceu. Você não sabe em qual parte de seu corpo você está, já que você agora é vários pedaços de si pelo chão. Você se sente em todas as partes, mas você não pode fazer nada com elas. Imóvel. Jogado. Despedaçado. Inútil. Amando.  É, chapa, amando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário